IDIOMA: 
   RADIO TANGARÁ    Buscar en:       Búsqueda rápida       AYUDA: Básica | Glosario 
NOVEDADES
RECOMENDADOS
OFERTAS
NOTICIAS
     (noticias, artículos,      conciertos,...)
Suscríbete a nuestra Lista de
Correo Electrónico.

para recibir al instante noticias y avisos de promociones especiales.
Nombre:
Correo electrónico:


He leído y acepto las normas de confidencialidad del site


DESCRIPCIÓN LIBRO
  Título:   Dicionário da história social do samba    
  Escritor:   NEI LOPES & LUIZ ANTONIO SIMAS  
  Editora:   Civilização Brasileira , Brasil , 2015  
  Estilo:   Sociología / Historia social  
 
  Info:   336 páginas (16 x 23 cm, ilustrado) (Peso: 442 gr).

Primer diccionário sobre la historia del samba en Brasil:
"Ao descrever o significado do termo pagode no Dicionário da história social do samba, livro recém-lançado pela editora Civilização Brasileira, os autores Nei Lopes e Luiz Antonio Simas traçam a evolução da palavra ao longo do primeiro século do quase centenário samba, lembrando que, a partir da década de 1990, a indústria fonográfica brasileira se apropriou do termo pagode para designar grupos que cantavam e tocavam um samba diluído em solução pop, em que os teclados disputavam espaço com as percussões. Bambas no assunto, Lopes e Simas apresentam aos estudiosos dos caminhos da música brasileira uma valiosa obra de referência para quem se interessa por samba, discorrendo com propriedade sobre todos os significados sociais e musicais do gênero nascido oficialmente em 1916. Em bom português, o Dicionário da história social do samba não se limita a explicar as modalidades do gênero, os instrumentos usados para produzir a cadência bonita do samba e outros termos de cunho técnico. Há também verbetes de caráter mais abstrato, como consciência negra, que justificam o adjetivo social aplicado no título do dicionário. Há, inclusive, verbetes de cunho político. Em Estado Novo, por exemplo, Lopes e Simas contextualizam o samba no período ditatorial brasileiro que foi de 1937 a 1945. Além dos textos dos verbetes serem bem escritos, o conhecimento de causa dos dois autores do Dicionário da história social do samba credencia o livro como obra segura para consulta e pesquisa de termos relacionados ao gênero. Além de ser expressivo compositor de samba, revelado nos anos 1970, Nei Lopes é bacharel em Direito e Ciências sociais, sendo uma das autoridades nacionais quando o assunto é cultura negra. Luiz Antonio Simas é mestre em História social, tendo escrito diversos livros e artigos sobre escolas de samba do Rio de Janeiro (RJ) e sobre comunidades nas quais se criam tais agremiações."
 

Disponibilidad Precio
Momentáneamente agotado 29,90 €




Home  Quiénes somos  Condiciones de uso  Protección de datos  Contacto

Copyright 2000 TANGARA.NET