IDIOMA: 
   RADIO TANGARÁ    Buscar en:       Búsqueda rápida       AYUDA: Básica | Glosario 
NOVEDADES
RECOMENDADOS
OFERTAS
NOTICIAS
     (noticias, artículos,      conciertos,...)
Suscríbete a nuestra Lista de
Correo Electrónico.

para recibir al instante noticias y avisos de promociones especiales.
Nombre:
Correo electrónico:


He leído y acepto las normas de confidencialidad del site


DESCRIPCIÓN DISCO
  Título:   Contraveneno       
 
  Artista/Autor:   KLEBER ALBUQUERQUE & RUBI  
  Sello:   Sete Sóis , Brasil , 2017  
  Estilo:   voz, guitarra & voz, guitarra - MPB / Caipira  
 
  Info:   Kleber Albuquerque (voz, guitarra acústica), Rubi (voz, violão requinto)
Mário Manga (cello), Rovilson Pascoal (guitarras).

Grabado "ao vivo" en estudio, el 16 de enero de 2017.

El cantante y compositor paulista Kleber Albuquerque y el cantante goiano Rubi entrelazan sus voces con elegancia cual Simon y Garfunkel caipiras contemporáneos:
"Vozes siamesas, o CD de Kleber Albuquerque e Rubi: Hoje saberemos juntos sobre Contraveneno, CD recém-lançado pelo compositor, cantor e violonista paulistano Kleber Albuquerque, e Rubi, cantor e violonista brasiliense – dupla que tem sólidos trabalhos individualmente lançados (Rubi, três CDs, Kleber, seis). O cantar de Rubi é doce quando carece, intenso se necessário. O cantar de Kleber é conciso, exato como bote de cascavel. Amplificado por duas vozes raras, o álbum gira com elegante informalidade. Em Contraveneno (produzido pelo compositor e poeta Flavvio Alves), tudo se dá na mais requintada sincronia entre as canções interioranas e a contemporaneidade da música planetária.
Gravado “ao vivo” num estúdio paulistano, o violão requinto de Rubi e o violão de Kleber integram-se à perfeição com suas vozes. E ainda mais quando seus instrumentos juntam-se em congraçamento com o cello de Mário Manga e o violão e a guitarra de Rovilson Pascoal, ele que é responsável pela mixagem do álbum. Abrindo a tampa, o clássico “Castelo de Amor” (Nenzico, Creone e Barrerito), sucesso na voz de alguns ícones do repertório sertanejo, nos chega como uma prece. Oração com a qual Kleber e Rubi reverenciam os autores e, de cara, dizem a que vieram. A delicadeza do requinto e dos outros violões, mais as cordas do cello, emolduraram a interpretação de Rubi e Kleber, tornando-a bonita que só ela.
A introdução cabe ao violão requinto (sua sonoridade é ímpar). As duas vozes se abrem como se fossem asas de um beija-flor-da-mata. O timbre vocal é límpido. Os violões e a guitarra ajuntam acordes. O cello cria desenhos que fazem dele uma terceira voz. Íntegros, chegam ao intermezzo. () Magos vocalizadores de mil e uma entonações. Vozes siamesas – boas tanto de agudos quanto de graves – que rejeitam excessos, rebarbam futilidades. Belas, sensuais, elas tangem a irresistibilidade. Rubi e Kleber Albuquerque, emoção palpitando num gênero popular que traduz a alma nacional." Aquiles Rique Reis, vocalista del grupo MPB4 (Jornal GGN, 24.04.2017)
 

Formato Disponibilidad Precio
CD Disponible  19,36 €    
TEMAS 
   1 -Castelo de amor   
(Nenzico -Creone - Barrerito)
  
   2 -Procura no Google   
(Kleber Albuquerque)
  
   3 -Geração   
(Kleber Albuquerque)
  
   4 -Sem tempo   
(Juliano Holanda)
  
   5 -Eta nóis   
(Luli - Lucina)
  
   6 -Ai  
(Kleber Albuquerque - Tata Fernandes)
  
   7 -Cerol  
(Kleber Albuquerque - Flávvio Alves)
  
   8 -Papai Noel tomou Gardenal  
(Kleber Albuquerque)
  
   9 -Como la cigarra  
(Maria Elena Walsh)
  
  10 -Milonga da noite preta  
(Kleber Albuquerque)
  
  11 -Contraveneno  
(Kleber Albuquerque - Flávvio Alves)
  
  12 -Lava rápido  
(Wandi Doratiotto)
  




Home  Quiénes somos  Términos Legales  Confidencialidad y Seguridad  Contacto

Copyright 2000 TANGARA.NET